Whatsapp Enfrenta Acusações de Violação de Privacidade pelas Autoridades Canadenses e Holandesas

O renomado aplicativo de mensagens, o Whatsapp, conhecido por proporcionar uma plataforma global de comunicação instantânea, agora se encontra no centro de acusações feitas pelos governos do Canadá e da Holanda em relação às práticas de acesso às informações dos usuários.

De acordo com um relatório conjunto divulgado pelo Departamento da Comissão de Privacidade do Canadá e pelo Departamento de Proteção de Informações da Holanda, o whatsapp web é acusado de violar leis de privacidade. A controvérsia gira em torno da exigência de fornecer os números de telefone da agenda para utilizar o aplicativo, sem a opção de incluir apenas os contatos que utilizam a plataforma, o que, segundo as autoridades canadenses e holandesas, infringe as leis de ambos os países.

Diante das investigações, a empresa responsável pelo aplicativo já teria se comprometido a implementar alterações visando proteger a privacidade dos usuários, incluindo a possibilidade de inclusão manual de contatos. Ainda em setembro de 2012, o Whatsapp adotou medidas adicionais de criptografia, demonstrando uma resposta às preocupações levantadas durante a investigação.

Enquanto a agência governamental holandesa permanece vigilante, monitorando o Whatsapp e ameaçando aplicar multas caso as irregularidades persistam, a empresa responsável pelo aplicativo ainda não emitiu um comunicado oficial sobre o assunto. As mudanças propostas podem representar um passo significativo na proteção da privacidade dos usuários do Whatsapp.